junho 24, 2021

É possível impedir a transmissão de Covid via impressos?

O período pandêmico trouxe diversos desafios para o nosso dia a dia, como evitar a todo custo a exposição a ambientes e materiais que possam nos transmitir a Covid-19. Com essa corrida pela vida, diversos setores da indústria passaram a buscar por soluções urgentes que pudessem servir como aliadas nesta batalha.

Recentemente, foram desenvolvidas soluções de vernizes que causam a inativação de até 99,9% da carga viral no material em poucos minutos, com testagem e comprovação pelo Instituto de Biologia da UNICAMP. Sendo assim, o impresso continua a circular normalmente, de forma ainda mais segura.

Isto é um grande avanço e um importante marco na luta contra a Covid – com um impresso envernizado por uma destas novas soluções de alta tecnologia, as chances de contaminação, que já eram pequenas, acabam praticamente anuladas.

As soluções são desenvolvidas à base de água e materiais vegetais, sendo, assim, não tóxicas sequer para o uso com impressos para o setor alimentício. Além disso, quando aplicadas a certos tipos de produtos/embalagens que utilizam papel e papel cartão, podem substituir o processo de laminação plástica, já que possuem barreiras de umidade e gordura. Após a impressão com a aplicação desses vernizes e mesmo a veiculação do material, estes papéis seguirão recicláveis, sem que a proteção intervenha em suas propriedades. 

Essa é uma importante prova da eficiência e inegável necessidade dos impressos em nosso dia a dia, e o que já era seguro, agora se torna ainda mais com estes vernizes de alta tecnologia.

A Elyon, em seu constante objetivo de ser uma das mais modernas gráficas do Brasil, conta agora com mais essa solução em seu leque de tecnologias disponíveis para o mercado, agregando ainda mais valor aos seus impressos!

Texto por André Schelgshorn